terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Leo's Red Carpet Rampage


A corrida para o Oscar esta na sua reta final e Leonardo Dicaprio nunca esteve tão perto de conseguir seu tão almejado prêmio por melhor atuação, desta vez no filme O Regresso. Esta corrida, virou um jogo no estilo arcade, onde Dicaprio tem que literalmente correr atrás do prêmio, pegando Emmy's e Globos de Ouro pelo caminho para impulsiona-lo, desviando de fotógrafos e icebergs, e deixando pra trás  Michael Fassbender (Steve Jobs), Bryan Cranston (Trumbo), Matt Damon (Perdido em Marte) e Eddie Redmayne (A Garota Dinamarquesa) que também concorrem ao Oscar deste ano.

Muito divertido, o jogo feito pela The Line Animation junto com Electric Theatre Collective, faz ainda referências a outros filmes como Lobo de Wall Street, e o "incidente" com a Lady Gaga do Globo de Ouro que virou meme na internet. Clique AQUI e perca algum tempinho se divertindo no seu navegador.

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Melhores videoclipes versão BR


Brasileiro é um povo alegre por natureza, e nada melhor do que trasportar um pouco dessa felicidade pro mundo todo. Alguns gênios da internet brasileira (a melhor internet do mundo) tem idéias de fazer mashups incríveis:

The Strokes + Trenzinho Carreta Furacão



Meu favorito, de longe, considero como clipe oficial.Graças a Fabrizio Moretti, baterista do Strokes nascido no Brasil, a banda é 99% indie-cabelo-ensebado mas aquele 1%...

Radiohead + teor alcoólico indefinido 



Impossível achar uma banda tão alto astral quanto o Radiohead. Acho uma pena Thom Yorke ter tentado copiar os passos no seu vídeo.

Lana Del Rey + qualquer coisa

Pamonha:


Gugu na minha casa:


Jorginho e o empréstimo da 12:



Poderíamos ficar aqui o dia todo...

Oasis + Harmonia do Samba



The Smiths + É o Tchan




Vale Mashup só de músicas, sem vídeo??? VALE SIM, ainda mais com uma capa maravilhosa dessas! Mais misturas incríveis do criador dessa maravilhosidade você encontra no SoundCloud do Raphael Bertazi.

Mac DeMarco + Cyber Goth Dance



Cantor canadense bombando não só no cenário indie, mostrando que todas as tribos estão unidas.

Kiss + Patati Patata



CHEGOU CHEGOU, TÁ NA HORA ALEGRIAAAAAAAA

Wesley Safadão + Dragonforce



Deus supremo da música nacional nos presenteia com toda sua técnica vocal.

Daft Punk + Tony Salles



Tony Salles tentando aliviar a barra com a mulher, Scheila Carvalho fazendo uma versão de Get Luck (essa música é real gente), o Brasil no seu melhor, resumido em uma música. MAS FICA O PROTESTO AQUI: NEM UMA ALMA BONDOSA FEZ UMA VERSÃO COM OS CARA DO DAFT PUNK CANTANDO ESSA MÚSICA???? SÉRIO???

Essa foi uma pequena amostra daquilo que o Brasil tem de melhor. Conhece algum que ficou de fora? Comenta ai!

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Indie Games

Não é de hoje que os jogos indie vem se destacando na indústria de games. Com uma arrecadação anual maior que as indústrias cinematográfica e fonográfica, graças a jogos de grandes empresas como Call of Duty, GTA V, Halo, etc há também espaço para o outro lado da moeda. Esses jogos desenvolvidos por pequenos estúdios ou mesmo por uma ou duas pessoas, buscam nas suas limitações e vontade de inovar, se destacar entre os demais.
Fiz uma pequena lista dos jogos que JÁ JOGUEI (por isso jogos super conhecidos e importantes para o gênero como Super Meat Boy, Braid, Limbo não estão nessa lista).


Undertale
Atual queridinho da crítica e público, este jogo lançado no segundo semestre do ano passado é um RPG não muito convencional, pois todo o combate pode ser resolvido na conversa e não apenas na porrada. A opção de poupar seus adversários nos combates influência na história, que é bem simples na verdade: antigamente a terra era co-habitada por humanos e monstros, que por sua vez foram banidos para o sub-solo, quando uma criança (provavelmente nos dias atuais) caí no submundo ela precisa voltar para casa. O humor presente na história e seu aspecto retrô, fazem o jogo de Toby Fox uma pequena joia dos games.


Out There Somewhere
Feito pelo estúdio brasileiro Miniboss (composto basicamente por Pedro Medeiros e Amora B.), lançado originalmente em 2012, e depois uma nova versão para a Steam em 2014. Este jogo tem uma mecânica muito legal, para resolver os puzzles e sair do planeta onde o protagonista Yuri caiu com sua nave, é necessário usar sua arma de teletransporte. Uma pena ser tão curto, mas vale a pena pela diversão e por ser tão barato e bem feito. O Miniboss, vem ganhando bastante destaque internacional, e outro jogo que vale a pena ser conferido se você ainda não conhece é Towerfall Ascension (apenas a arte do game é feita estúdio). Em breve teremos um novo jogo feito por eles: Skytorn.


To the Moon
Outro game brasileiro! Encabeçado por Kan Gao, o Freebird Games, fez esse jogo utilizando o RPG Maker, uma ferramenta bem simples e básica, mas a jogabilidade aqui fica em segundo plano, é a história que faz este jogo se destacar. Como diz a sinopse do site oficial "To the Moon é um RPG de Aventura independente, contando a história de dois doutores que viajam pelas memórias de um homem à beira da morte, tentando realizar seu último desejo." 10/10 no quesito emoção. E para a alegria da nação, uma continuação foi anunciada: Finding Paradise.


FEZ
O mais famoso e bem sucedido desta singela lista, feito por Phil Fish e distribuído pela Polytron Corporation. Deste sua primeira aparição como demo, lá em 2007 ele já fez barulho, mas foi lançado só em 2012. O estágio final de produção pode ser conferido em Indie Game: The Movie (que também conta com participação dos criadores de Super Meat Boy e Braid), e tanto stress fez seu criador se afastar desta indústria, aparentemente. Falando do jogo em si, com um visual muito colorido e bonito, cheio de pixels, o protagonista, Gomez, vive num mundo 2D, mas ao receber o chapéu mágico que dá nome ao jogo ele consegue visualizar seu mundo em 3D. O jogador pode virar o cenário, literalmente, para resolver os puzzles.


Cave Story
Criado por Daisuke Amaya e lançado em 2004, este jogo já pode ser considerado um clássico do gênero. Com personagens fofos e apelando pra nostalgia de quem jogou muito Megamen, Super Mario e Metroid, Cave Story enche de alegria o coração de quem o joga. Com o sucesso uma versão para Nintendo 3DS saiu em 2011. Com momentos engraçados, vilões estranhos e uma trilha sonora marcante, merece muito ser jogado.

Esta foi uma pequena lista, baseada no meu gosto pessoal, e nos que tive a oportunidade de jogar (quando jogar mais faço outra lista). Entrem nos links, vejam os vídeos dos jogos, tirem suas próprias conclusões, mas que os indie games tem muito a oferecer a indústria dos games, isso tem.

Total de visualizações de página